Vespersaurus paranaensis

Importância

Uma nova espécie de dinossauro foi descoberta no Noroeste do Paraná e ela é significativamente especial por alguns motivos. O local em que foi encontrada é o Grupo Caiuá, e a espécie é a primeira representante dos dinossauros a ser encontrada por lá. O grupo Caiuá fica dentro da sub-bacia Bauru e mesmo nessa amplitude, o espécime encontrado é o terópode mais bem preservado daquela região e, ao que tudo indica, o mais completo terópode do Brasil. A espécie batizada de Vespersaurus paranaensis (vesper significa oeste em latim, em referência ao município onde foi encontrado, Cruzeiro do Oeste, e paranaensis faz menção ao Estado do Paraná, do qual a espécie é a primeira a ser encontrada.). O Vespersaurus é a oitava espécie de terópode identificada através de material brasileiro.

20190626_00_dinossauro_vespersaurus_paranaensis_parana3.jpg
Representação tridimensional do esqueleto de Vespersaurus paranaensis indicando (em dourado) os ossos que foram encontrados – Foto: Rodolfo Nogueira

Identificação

Trata-se de uma espécie pertencente ao enigmático grupo dos Noasaurinae, pequenos predadores terópodes do Cretáceo Superior do supercontinente de Gondwana. Dinossauros desse grupo são mais comumente encontrados na Argentina e Madagascar, sendo raros seus achados fósseis.

Figura-1-620x352.png
Pata direita de Vespersaurus paranensis como preservada na rocha, note a garra do quarto dedo em forma de lâmina. Foto de Paulo Manzig.

 

Vespersaurus media cerca de 80 cm de alturae 1,5 m de comprimento. Carnívoro, se alimentava de pequenos animais pelo imenso deserto pré-histórico de Botucatu. Era bípede, com 4 dedos no pé, no entanto, apenas 3 deles indo à frente e utilizando apenas o do meio para apoio. Os demais dedos permaneciam suspensos, como observado nos fósseis de dromeossaurídeos, livres para serem utilizados em ataques.

Pegadas fósseis já haviam indicado a presença de um dinossauro monodáctilo por essas bandas, embora ainda não se soubesse a quem pertenciam.

“É incrível que, quase 50 anos depois, parece que descobrimos qual tipo de dinossauro teria produzido aquelas enigmáticas pegadas” diz o pesquisador geólogo Paulo Manzig, primeiro pesquisador a investigar os fósseis de Cruzeiro do Oeste e coautor do estudo.

Figura-5-620x351.png
Reconstrução em vida do pé de Vespersaurus paranensis. Crédito da imagem: Rodolfo Nogueira

espécie contava ainda com vértebras pneumáticas, o que com certeza deixava o animal mais leve, algo parecido com o que é observado nas aves modernas. 

O fóssil estudado por paleontólogos das universidades de São Paulo (USP) e Estadual de Maringá (UEM), além de pesquisadores do Museo Argentino de Ciências Naturales e do Museu de Paleontologia de Cruzeiro do Oeste.

O paleoartista Rodolfo Nogueira produziu as representações da espécie descrita no artigo. Confira o vídeo e a representação feita por ele.

Fontes

https://www.nature.com/articles/s41598-019-45306-9

https://ciencia.estadao.com.br/noticias/geral,vespersaurus-paranaensis-o-primeiro-dinossauro-encontrado-no-parana,70002889476

https://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-biologicas/nova-especie-de-dinossauro-e-descoberta-no-parana/

https://opaleoblog.blogspot.com/2019/06/novo-dinossauro-brasileiro-caminhava.html

http://scienceblogs.com.br/colecionadores/2019/06/um-novo-dino-brasileiro/

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: