Quebra-cabeças fragmentado

Uma nova espécie recém nomeada oferece uma salada anatômica que apresenta ao mesmo tempo característica ancestrais e avançadas. Se trata do maior dinossauro predador do Jurássico Inferior, pesando uma tonelada, e o mais antigo dinossauro ceratossauriano. O Saltriovenator zanellai contraria as estatísticas dos raros dinossauros dessa época que são, em sua maioria, pequenos.

2018-12-19t121013z_2_lynxmpeebi0rw-oussc_rtroptp_3_science-us-science-dinosaur

Este espécime único, que também representa o primeiro dinossauro jurássico da Itália, foi acidentalmente descoberto em 1996 por um amante de fósseis dentro de uma pedreira perto de Saltrio, cerca de 80 km ao nordeste de Milão. Os restos fósseis do animal apresentam alimentação de invertebrados marinhos, o que significa que a carcaça do animal foi parar no mar, flutuou e desceu ao fundo, permanecendo lá por longos tempos antes de ser enterrada.

7612704-6511329-image-a-13_1545218887891
Os ossos do Saltriovenator apresentam mordidas (setas verdes) e outras marcas de alimentação (setas vermelhas).

Cristiano Dal Sasso, do Museu de História Natural de Milão, que remontou e estudou o fóssil por vários anos conta que o dinossauro reúne características de dilofosaurídeos e ceratossaurianos de quatro dedos, e os terópodes tetanurânicos de três dedos, como alossaurídeos. Ele seria uma espécie de mosaico desses grupos.

fig-7-full

“A análise paleohistológica indica que Saltriovenator era um indivíduo subadulto ainda em crescimento, portanto, seu tamanho estimado é ainda mais notável, no contexto do período Jurássico Inferior”, diz a coautora Simone Maganuco. “A corrida armamentista evolutiva entre dinossauros predadores e herbívoros gigantes, envolvendo espécies cada vez maiores, já havia começado há 200 milhões de anos.”

 

8-1024x337
Tamanho estimado do Saltriovenator e os ossos que foram encontrados.

“A mão do Saltriovenator preenche uma lacuna importante na árvore evolucionária dos terópodes: os dinossauros predadores perderam progressivamente os dedos mindinhos e anulares, e adquiriram a mão de três dedos que é a precursora da asa das aves“, observa Andrea Cau, coautora. Ainda é bastante debatido como se deu a evolução da mão das aves de seus ancestrais dinossauros e o Saltriovenator pode ajudar a completar mais uma parte desse quebra-cabeças complicado.

Fontes:

https://www.sciencedaily.com/releases/2018/12/181219075901.htm

https://peerj.com/articles/5976/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: