Carnotaurus sastrei

Ordem: Saurischia

Subordem: Theropoda

Família: Abelisauridae

Gênero: Carnotaurus (Bonaparte, 1985)

Espécie-tipo: Carnotaurus sastrei (Bonaparte, 1985)

Jurassic_world_carnotaurus_updated_by_sonichedgehog2-dc377dl

O Carnotauro foi um gênero de dinossauro terópode, carnívoro e bípede cujo único representante é a espécie Carnotaurus sastrei. Viveu durante o Cretáceo, cerca de 72 a 69,9 milhões de anos atrás, na América do Sul, onde atualmente fica localizada a Argentina.

Seu nome significa “touro comedor de carne“, uma alusão à dieta carnívoro do animal, em contraponto aos chifres, geralmente ligados a herbívoros. O Carnotauro é da família dos abelissaurídeos, uma família de grandes terópodes que ocuparam um largo nicho predatório nos continentes ao sul, os quais formavam o supercontinente Gondwana durante o Cretáceo. As relações filogenéticas do Carnotauro com os abelissaurídeos são incertas; mas se imagina que seja mais intimamente relacionado ao Majungassauro ou com Aucassauro.

carnotaurus_wallpaper_by_wildman1411-daq3zjp
Chifres característicos da espécie.

É conhecido por apenas um exemplar de esqueleto muito bem preservado e é um dos terópodes mais bem conhecidos de todo o hemisfério sul. O esqueleto, encontrado em 1984, foi encontrado na formação de La Colónia, na província de Chubut, Argentina.

Acredita-se que o Carnotauro possuía 7 metros de comprimento e 3 metros de altura, com a fêmea sendo ligeiramente menor. Seu peso estimado é de 1 tonelada. Com as patas dianteiras extremamente curtas, quase vestigiais, contava com pernas longas, adaptadas à corrida, podendo alcançar a incrível velocidade de 55 km/h. O focinho e a mandíbula curtos, combinados com o crânio alto levam a crer que possuía uma mordida rápida, mas não potente, o que nos leva a crer que caçava presas menores e mais velozes. Mas a característica mais marcante desse dinossauro são os chifres, localizados no topo do crânio. Os cientistas especulam sobre a utilidade deles, pois é pouco provável que fosse explorado com o fim de caça. A hipótese mais provável é que fosse um aparato para brigas entre indivíduos da mesma espécie. O focinho maciço sugere que tinha olfato apurado.

 

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Carnotauro

https://en.wikipedia.org/wiki/Carnotaurus

http://www.nhm.ac.uk/discover/dino-directory/carnotaurus.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: