Os dinossauros eram bons pais?

Basta acompanhar os animais na natureza para perceber que os pais gastam tempo e recurso para cuidar de seus ovos e filhotes, às vezes até mesmo se sacrificando para isso. Tem sido assim há milhões de anos no Reino Animal e, embora possa parecer que não, ao que tudo indica, os dinossauros não são exceção.

Ovos e ninhos fossilizados de dinossauros podem nos ajudar a entender seus instintos parentais, é o que diz Becky Lakin, uma estudante de doutorado na Universidade de Bath, Reino Unido, que está estudando a evolução dos cuidados parentais nesses animais.

Maiasaura_Nest_Model.001_-_Natural_History_Museum_of_London
Representação de um ninho de dinossauro.

Os mais antigos ovos

Os ovos mais antigos que temos registros atualmente datam do final do Triássico, 230 milhões de anos atrás.

Mas os casos de cuidado parental entre os dinossauros é, com toda certeza, melhor representado pelos achados fósseis do dinossauro bico-de-pato Maiassauro. Seu nome significa “lagarto boa mãe” e acredita-se que esse dinossauro do Cretáceo Superior andasse em grandes colônias e fornecessem proteção e alimento de modo ostensivo aos seus filhotes.

maiasaura nest
Os “lagartos boa mãe” em colônias e protegendo seus filhotes nos ninhos.

Vários ninhos de Maiassauro vêm sendo encontrados, alguns com dinossauros juvenis dentro deles. Esses vinhos e ovos fossilizados apresentam sinais de pisoteamento de forma continuada, ao que os cientistas atribuem ser a prova de que esses filhotes permaneciam no ninho por bastante tempo depois e eclodirem, sendo protegidos por seus pais.

Em todo caso, eles não eram os únicos exemplos de cuidado parental entre os dinossauros.

Ladrão de ovos ou mãe dedicada?

Os oviraptorídeos são um grupo de dinossauros maniraptoranos de hábitos herbívoros e omnívoros extintos aparentados das aves. Inicialmente, era pensado que esses dinossauros eram ladrões de ovos, razão da escolha de seu nome. Isso se deve ao fato de que fósseis dessa espécie foram encontrados próximos a ninhos do que se acreditavam ser ovos de Proteceratops, levando a crer que se alimentavam de ovos de outros dinossauros e que, portanto, os roubavam de seus ninhos.

Mais tarde, foi descoberto que os ninhos eram de dinossauros de sua própria espécie e que o Oviraptor apresentava sinais de cuidados parentais. Não só não há evidências de que era um ladrão de ovos de outras espécies, como na verdade há evidências positivas de que essa espécie dava a vida para defender suas crias.

Big mama fossil
Fóssil do ninho de Oviraptor. “Big Mama” protegia seus ovos quando foi soterrada.

Em 1995, um registro fóssil de um Oviraptor foi encontrado e revela um pouco desse cuidado. Apelidado de “Big Mama“, a mamãe Oviraptor protegia os ovos quando foi soterrada, possivelmente por um desmoronamento. Para tentar salvar os pequenos, a mãe os cobriu, mesmo que isso custasse sua vida. Os cientistas dizem se tratar de um comportamento protetor e de sacrifício parental.

Mexe com esses pais!

Outro dinossauro que provavelmente apresentava comportamento parental é o Alossauro. Conhecido como predador feroz, é difícil associar o conceito de cuidado a esse dinossauro à primeira vista, mas há fortes indícios de que protegia e cuidava de suas crias.

Big_Al_et_mother
Mãe Alossauro e suas crias.

E não só isso, mas foram encontrados ovos de uma espécie de crocodilomorfo junto aos ovos de Alossauro. Tudo indica que o Krokolithes fêmea saía do rio, colocava seus ovos junto ao ninho de Alossauro e retornava à água. A tática era fazer com que a mãe Alossauro cuidasse de seus ovos e garantisse que eles eclodissem. Quer proteção melhor do que um segurança invocado desses?

Enterrar e Chocar

Nos grupos de arcossauros sobreviventes (aves e crocodilos) existem dois tipos de construção de ninho: um deles consiste em enterrar os ovos e deixá-los; o outro, utilizado pela maioria das aves modernas, é o tradicional sentar e chocar. Provavelmente, essas táticas devem ter sido as utilizadas pelos dinossauros.

Peru australiano.jpg
O peru australiano enterra seus ovos, assim como os demais megápodes.

Ovos que quando observados pelo microscópio apresentam cascas mais porosas, provavelmente foram enterrados intencionalmente pelos pais. Essa estratégia de enterrar é vista principalmente em répteis modernos, bem como em megápodes (também conhecidos como aves incubadoras), como o peru australiano.

Atualmente, os paleontólogos estudam como dinossauros cujo peso era enorme chocavam seus ovos sem oferecer risco aos mesmos. Talvez o arranjo dos ovos no ninho seja uma dica. Enquanto dinossauros maiores deveriam colocar seus ovos ao redor deles mesmos formando um anel para aquecê-los sem precisar sentar sobre eles. Os menores provavelmente não precisariam desse espaço no centro.

Mas estudar o comportamento de cuidado parental em dinossauros é um campo relativamente novo e desafiador.

Becky diz: “Observar o comportamento dos dinossauros em geral não é particularmente antigo. Fósseis são raros e ter mais ajudaria, mas é difícil estudar o comportamento sem um animal vivo. Tenho certeza de que há pessoas que questionam por que isso importa. Mas o cuidado parental nos dinossauros é importante no sentido ecológico. Pode mostrar como o comportamento muda em resposta a mudanças climáticas e outros eventos. Isso poderia nos mostrar como o comportamento pode mudar hoje e nos dizer se há animais que precisamos estar protegendo agora.”

Matéria originalhttp://www.nhm.ac.uk/discover/were-dinosaurs-good-parents.html?fbclid=IwAR1XSjDROZwUN_ZJF1KaCGzvpDMa1IUTzllJ-eut5EtEACKne8PL2PKtdfI

Pesquisahttps://www.researchgate.net/project/The-evolution-of-parental-care-in-birds-and-dinosaurs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: